Projeto CITAR: CTI e INPE se reúnem para discutir o projeto e apresentar resultados 


Sala de reunião com diretores e pesquisadores do INPE e do CTI Pesquisadores e diretores do CTI Renato Archer e do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) se reuniram, no dia 04 de abril, para discutir novas possibilidades de cooperação no âmbito do Projeto Circuitos Integrados Tolerantes à Radiação (CITAR). O diretor do INPE, Ricardo Galvão, e o pesquisador Silvio Manea foram recebidos pelos diretores do CTI, Jorge Silva e Ricardo Panepucci, e pelos pesquisadores participantes do CITAR no CTI, Saulo Finco e Marcos Pimentel.

Além da reunião, os pesquisadores aproveitaram o encontro para apresentar os resultados alcançados pelo CTI no projeto CITAR. Parte da equipe do Núcleo de Concepção de Sistemas de Hardware apresentou para os colaboradores do CTI, um protocolo de comunicação serial utilizado para conectar as cargas úteis em satélites e em outras aplicações aeroespaciais.  

Resultados: No contexto do Projeto CITAR, o CTI desenvolveu um ASIC SpaceWire tolerante a radiação ionizante, utilizando técnicas de projetos que viabiliza o uso de tecnologias CMOS convencionais não tolerantes. Este ASIC é um dos resultados tangíveis do CITAR relativo a segunda meta do projeto.

O Projeto CITAR tem como objetivo geral consolidar, no Brasil, a competência para a realização do ciclo completo de desenvolvimento de Circuitos Integrados de Aplicação Específica (ASICs) tolerantes à radiação ionizante, para uso nos satélites científicos brasileiros.

Além do ASIC SpaceWire, foram apresentados outros sete Circuitos Integrados realizados no escopo da Meta 4, de capacitação de Recursos Humanos. O ASIC SpaceWire, ASIC Multigates, ASIC LVDS_V1, ASIC LVDS_V2, ASIC LVDS_V3, ASIC regulador de tensão LDO 3V3 para 1V8 foram fabricados na tecnologia UMC CMOS 180nm. Os blocos do circuito de controle do ASIC Chave de Potência, Meta 3, foram fabricados na tecnologia 0,6 um do CEITEC fazendo uso do Projeto Multiusuário Brasileiro – PMUB.

Na metodologia desenvolvida para o projeto de ASICS tolerante a radiação ionizante foi utilizado o conjunto de ferramentas de projeto de circuitos integrados – EDA da empresas CADENCE, da Mentor e da Muneda. Para o projeto das placas de PCB, para a montagem dos diversos protótipos, foi utilizado a ferramenta Altium Design.
Além disso, todos os ASICS e protótipos de PCB atenderam 100% das especificação e estabelecidas pelo INPE, tanto em termos funcionais como no nível de tolerância a radiação.

Pesquisador do CTI, Saulo Finco, mostra protocolo de comunicação serial para o diretor do INPE
Mesa com diversos dispositivos que foram apresentados