CTI na Mídia: Uberlândia é selecionada para pesquisa sobre cidades inteligentes

Equipe de pesquisadores está na cidade para conhecer políticas públicas e implementações realizadas na área

Imagem de uma mulher e um homem em uma mesa de reunião. Uma das pessoas lê um livro enquanto a outra escreve algo em um notebook.As políticas públicas que têm impactado na transformação de Uberlândia em uma cidade inteligente vem gerando reconhecimento federal. Nesta semana, pesquisadores do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) chegaram ao município para uma visita técnica com intuito de conhecer as diversas áreas da cidade e como elas têm se relacionado nesse segmento para prover soluções que melhorem a qualidade de vida do cidadão.

A partir desse mapeamento, que além de Uberlândia também contemplará outras cidades, os pesquisadores Cleide de Marco Pereira e Vitor Bukvar Fernandes vão entender como o Brasil se apresenta dentro da ideia de smart cities (cidades inteligentes em inglês). A pesquisa, que será executada pelo Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer e pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (ambos ligados ao MCTIC) em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), constatou que existem diversas definições em todo o mundo para essa caracterização. Com este trabalho, que está em etapa inicial, a intenção é fornecer insumos para a formulação da Política Nacional de Cidades Inteligentes.

O objetivo é visitar cidades de regiões variadas e que se encaixam nesse conceito para elaborar um modelo de maturidade para avaliação de cidades inteligentes e sustentáveis do Programa Nacional do MCTIC. Entre os critérios utilizados para seleção dos municípios, destacam-se: nível de prontidão de tecnologia da informação, porte e macrorregião do país. O modelo é inspirado na International Telecommunication Union (ITU), entidade criada na Suíça em 1865 para facilitar a conectividade global. Os pesquisadores vão ampliar o modelo da ITU para o contexto brasileiro, cuja realidade é distinta das cidades europeias.

Uberlândia Inteligente

Desde 2017 a administração municipal tem estabelecido ações que consolidaram Uberlândia no cenário de cidades inteligentes. São apoios a eventos de inovação e tecnologia (como Startup On, Cyber Week, Startup Weekend e Uberhub Exponential Meeting), realização de uma maratona de programação (desenvolvimento de ações inteligentes voltadas ao serviço público), viabilização do Polo Tecnológico Sul, que vai receber empresas de base tecnológica, bem como mais de 70 projetos e implementações de inovações na área do poder público municipal, intituladas de Prefeitura Digital. O programa vai desde digitalização de serviços e integração de sistemas a criação de aplicativos para a população, geoprocessamento e otimização dos trâmites internos por meio de sistema de ofícios, memorandos, dentre outros documentos.

Leia mais em: https://www.uberlandia.mg.gov.br/2020/03/12/uberlandia-e-selecionada-para-pesquisa-sobre-cidades-inteligentes/

Assessoria de Imprensa do CTI Renato Archer
Cleide Elizeu
E-mail: cleide.elizeu @cti.gov.br
Tel: (19) 3746.6038
Cel: (19) 98801.2773